Copywriting, A arte de escrever artigos que vendem. Guia Completo

Compartilhe este Artigo
  • 1
    Share

Se há um papel na Internet que mais importa para um site, não é outro senão redatores de conteúdo. É claro que não poderíamos ignorar o fato de que os web designers e programadores também são importantes para criar um bom website. No entanto, é o conteúdo que importa para o público.

Os conteúdos são os “produtores” de tráfego de um website. Nesta era da tecnologia da informação, quase todo mundo precisa consumir alguma informação. Da mesma forma, é sempre necessário que se tenha redatores de conteúdo para preencher o vazio da página de um site. O site pode ter um bom design. Também pode ser interativo, porém sem algo para ler, o site é tão bom quanto nada.

Ser um escritor de conteúdo não implica apenas que se saiba escrever. Isso também significa que se sabe como manter contato com milhões de pessoas em todo o mundo. Aqui estão algumas boas dicas para um escritor de conteúdo que quer seguir sua profissão de redator ou apenas atualizando seus sites.

 

1. Escreva de forma clara e direta ao ponto

Se um redator de conteúdo consider os milhões de pessoas que podem vir a ler seus artigos, o objetivo importante para ele deve ser saber comunicar com o público em palavras simples e compreensíveis. Alguns públicos não são falantes nativos de português,desse modo, as gírias locais devem ser evitadas. Português padrão deve ser o idioma a ser adotado quando se trata de internet, até porque seu conteúdo será lido por pessoas do mundo inteiro. E por ser padrão, ficará mais fácil entender por pessoas que precisem traduzir.

 

2. Conhecer o objetivo da escrita

Um erro que a maioria dos redatores tem é a incapacidade de manter o objetivo principal do conteúdo. A regra básica da escrita de conteúdo é conhecer o propósito do porque o conteúdo foi feito, se é pra informar, pra vender, se inscrever ou apenas reter o leitor. As ideias devem estar centradas nesse propósito.

Alguns redatores fogem bastante da realidade do tema a medida que sua capacidade de detalhar aquele artigo no seu propósito inicial Se esgota, isso levará o leitor a desviar o foco do objetivo principal que é converter. Se alguém gostaria de vender um produto, um escritor deve escrever algo que faria com que ele vendesse um produto. Se for necessário promover um evento, O redator deve escrever algo interessante para o público que possa ajudar a promover um evento.

 

3. Estilo de Escrita

Um dos aspectos mais importantes de um redator é seu estilo de escrever sua obra. Alguns escritores estão satisfeitos o suficiente para escrever qualquer coisa sobre o assunto, na medida em que a coerência e as transições são ignoradas. Embora os redatores possam ter um estilo de escrita diferente, ele deve sempre levar em consideração a organização da peça escrita. Desta forma, o público pode entender melhor se a peça escrita tem estrutura e consistência.

A maioria dos redatores tem o estilo de escrever como um tom de conversa. De fato, isso é muito útil para os leitores. No entanto, clichês e expressões pessoais devem ser evitados. Desta forma, a peça escrita poderá ser compreendida universalmente.

Talvez, esses três pontos ajudem um redator em sua jornada de seguir escrevendo para sites e blogs na internet e fazer disso uma profissão. Mas a coisa mais importante que qualquer um que embrenhe nessa área deve possuir é sua paixão. É a paixão que o leva a fazer as coisas bem feitas. A criatividade é trabalhada por causa da paixão pela coisa.

Você não precisa reinventar a roda, ou pelo menos não precisar martelar a cabeça atrás de uma estrutura para seu próximo artigo, ou carta de vendas.

Clique aqui para descobrir uma oportunidade

 

Lista de verificação básica de Copywriting da Web

Copywriting é uma das partes mais importantes do marketing na internet. Depois de receber visitantes no seu site, você deve depender em grande parte do Marketing de conteúdo para converter os visitantes em clientes.

Infelizmente, muitos webmasters negligenciam a arte de redação na web. Copywriting é uma arte, mas ter uma lista de verificação de pontos importantes é mais que útil, é uma obrigação. Aqui estão alguns dos principais componentes de bons modos de um copywriting.

 

1 – Seu Título

O seu título chama a atenção dos leitores e os obriga a ler mais? É essencial que seu título faça isso. Os internautas geralmente navegam na internet com muita falta de atenção, e geralmente títulos genéricos, se o título não lhe chamar a atenção eles vão passar despercebidos . Apenas uns dois ou três segundos, esse é o tempo que você terá de atenção de um usuário comum, se você não tiver um título realmente bom, não espere milagres.

“As vezes também depende de que público visita seu site, um público mais instruído tem reações e reagem melhor a um tipo de título diferente de um público menos instruído. Tudo é questão de testes e análise de concorrência.”

 

2 – Sua Copy introdutória

Os primeiros parágrafos da sua página de vendas reforçam o título e convencem os leitores a continuar lendo?

 

3 – Benefícios

Seu artigo vende os recursos ou os benefícios de seu produto ou serviço? Por exemplo, seu site tenta convencer seus leitores de que seu produto de vitamina C é o melhor e que lhes proporcionará os maiores benefícios para a saúde?

 

4 – Chamada para Ação

O seu artigo diz de forma clara e convincente ao seu cliente que ação tomar depois de ler o seu site? (geralmente a ação desejada será comprar o seu produto)

 

5 – Garantias

Seus clientes em potencial só comprarão se se sentirem à vontade para fazê-lo. Existem várias coisas que você pode fazer para se sentir mais confortável comprando de você, como:

  • Exibir sua foto
  • Exibir seus dados de contato
  • Uma garantia
  • Uma garantia de que o pagamento ocorra com segurança.

 

Reformulação do conteúdo podem funcionar como mágica.

Talvez tudo o que você precise seja um pouco de remédio … e não uma grande cirurgia. Pegue a cópia de vendas que você tem agora e modifique-a. Reformule, retrabalhe e reelance o que você tem.

É provável que você esteja ignorando algum tipo de material com poder de vendas sólidas (ainda que não saiba disso). Muitas vezes, artigos simples podem fazer maravilhas em termos de resposta, é claro que também depende do perfil de público que queira atingir. Mas, antes de amassar e jogar sua carta de vendas no lixo, tente refazê-la primeiro. Você pode se surpreender com o resultado.

Aqui estão 3 passos simples para refazer sua carta de vendas.

 

Estratégia # 1: Crie um título mais convincente.

Isso é crítico. A manchete é a primeira coisa que seu público vê. Se a manchete falhar, nada mais importa, porque não vai nem conseguir uma leitura justa.

Faça o seu título e/ou sub-título sedutor. Converse com seu Lead sobre o que é mais importante para ela. Pense em termos do GRANDE BENEFÍCIO oferecido pelo seu produto e entregue-o de maneira cativante e atraente.

Crie palavras que atraiam a atenção, identifiquem mercados-alvo específicos e ofereçam interesse e intriga suficientes para atrair verdadeiros olhares abrilhantados. Se você está tendo dificuldade com seu título, pense na maior vantagem que seu produto oferece e prometa-o logo de cara.

 

Estratégia # 2: venda “VOCÊ”.

Sua história de perda de peso pode ser admirável, mas o que isso significa para seu leitor ou cliente em potencial? Fale sobre você e a platéia se indentifica. Converse com seu leitor um-a-um sobre algo importante em sua vida … e você tem toda a sua atenção – pelo menos momentaneamente.

Se você pudesse reformular sua história … se pudesse expressá-la de uma maneira que fosse mais significativa para seus leitores individuais, você capturaria rapidamente o interesse deles.

Há uma diferença entre dizer ao seu público que você perdeu o número de kilos … e dizer a eles como eles podem perder 8 kg, aproveitar o processo e se sentirem ótimos com relação à aparência nova e elegante deles. É claro que se você for superficial ele vai logo perceber e te enxergar como um charlatão. Cuidado.

Lembre-se da velha frase de marketing “O que tem nele que serve pra mim?” Tudo o que seu cliente em potencial lê é filtrado por esse quadro de referência. Com cada afirmação que você faz, seu público está pensando … “E daí?

O que isso tem a ver comigo na minha situação? Como isso me ajuda?

Se a resposta não for óbvia imediatamente, eles vão embora e você perde a venda. Muitas vezes a decisão de ficar ou ir é feita em um piscar de olhos – e muitas vezes inconscientemente.

 

Estratégia # 3: Transforme seus Bullet Points em Mini-Headlines Irresistíveis.

Os clientes em potencial tendem a verificar certos gatilhos dentro de um anúncio ou carta de vendas, para determinar se ele oferece algo que realmente deseja.

Embora muitos profissionais de marketing usem gatilhos em suas cartas de vendas, a maioria se contentar com repetições de jargões e gatilhos que não tenha entusiasmo e paixão.

Se você for empregar essa poderosa ferramenta de vendas, é melhor aproveitá-la ao máximo. Crie seus pontos de gatilhos com a mesma emoção e apelo magnético, como você injetaria em um grande título. Depois de um tempo, isso fica mais fácil de fazer.

Pontos de gatilhos são um desses componentes de carta de vendas que têm o poder de estimular rapidamente o interesse intenso do leitor. Use-os para valer a pena, fazendo com que cada ponto se justifique. Cada ponto deve ser capaz de obrigar o leitor a ler – com maior desejo e interesse. Um exemplo é artigos em que a cada parágrafo ou subtítulo o redator insere determinado gatilhos para que o leitor não perca o interesse na leitura

Antes de fazer qualquer outra coisa, tente implementar essas estratégias simples na sua atual copy. Você pode notar uma melhoria imediata na sua taxa de conversão.

 

Como fazer com que seus visitantes entrem em ação

Se você quer que as pessoas comprem, você precisa pedir pra que elas comprem.

Na verdade, é simples assim. No entanto, não posso dizer quantos anúncios, sites, folhetos, cartas de vendas etc. estão circulando por aí que não estão perguntando.

Então, o que é um apelo à ação? Está dizendo às pessoas que ação você quer que elas tomem. Chamadas típicas para ação incluem:

  • Compre agora.
  • Ligue agora.
  • Visite agora.
  • Clique aqui agora.

Nada terrivelmente sexy, eu concordo. No entanto, se você quiser ver um aumento em seus clientes, leads, renda, etc., este é um componente básico essencial.

Mas você pode estar pensando, não é óbvio? Por que outra razão você estaria exibindo um anúncio se não quisesse que as pessoas comprassem o que você está vendendo?

Boa pergunta. E é verdade, as pessoas sabem (se parar para pensar sobre isso) que você provavelmente gostaria que eles comprassem de você.

No entanto, a infeliz verdade é que seus clientes em potencial não vão gastar tanto tempo pensando nisso. As pessoas têm muita coisa acontecendo em suas vidas para gastar muito tempo e energia em seus negócios. Se eles lerem seu anúncio ou material promocional e não contiverem uma frase de chamariz, provavelmente dirão: “Ah, isso é bom” e passarão para a próxima etapa.

E mesmo que eles estejam interessados ​​em comprar suas ofertas, eles podem não saber qual deve ser o próximo passo. Eles pegam o telefone? Ir para uma página da Web específica? Visite uma loja? Na verdade isso já aconteceu e muito comigo, muitas vezes tive que procurar e muito pra encontrar um botão de compra, e teve casos que não encontrei.

E se eles nao souberem o que fazer, provavelmente não fará nada.

Então você precisa dizer aos seus clientes potenciais o que você quer que eles façam. (Lembre-se, as pessoas estão ocupadas, e se você não fizer negócios com facilidade, elas provavelmente não farão negócios com você.)

Então, de volta à chamada para ação. Você notou que todos eles tinham algo em comum? A palavra “agora”

Se as pessoas acharem que podem comprar de você a qualquer momento, elas dirão “ah, eu posso fazer isso mais tarde”. E, mais tarde, raramente vem. Você precisa dar a eles uma razão para comprar de você agora, enquanto eles estiverem interessados.

Adicionando o “agora” ou alguma outra técnica de urgência ou escassez (talvez uma oferta por tempo limitado ou poucas unidades) é uma ótima maneira de levar as pessoas a fazer o que você quer que elas façam agora e não depois.

Conheça pacotes de artigos já prontos que podem ser usados para criar a estrutura inicial do seu artigo ou copy. Ideal para redatores, webmasters em geral que querem agilidade no trabalho.

Clique aqui e conheça

 

O tipo de Comprador e sua estratégia final.

Redatores muitas vezes discordam sobre se uma carta de vendas curta é melhor, ou se um longo e detalhado artigo é o caminho a percorrer.

Como Webmaster e como usuário comum eu vejo com bons olhos os dois modelos, ambos funcionam muito bem, mas depende muito de que tipo de comprador está tentando alcançar.

O longo e o curto do debate é este … que tipo de comprador você está alvejando?

Existem basicamente dois tipos de compradores.

 

1. O Comprador Impulsivo

Este é o tipo de cara que primeiro compra depois analisa, é o tipo de pessoa que analisa detalhadamente apenas as fotos, se ele ver que meramente ilustrativa está bom então ele vai comprar sem precisar ficar lendo textões.

Muita das vezes o comprador está impulsivo naquele momento porque ele já viu sobre o produto em muitos outras oportunidades e já quer apenas comprar.

Por isso a importância de deixar a Call to action de fácil acesso, como você viu ao longo deste artigo.

 

2. O comprador analítico

Este grupo de compradores acredita que a prova está nos detalhes. Eles vão ler tudo … inclusive as letras miúdas.

O Analítico quer consumir ao máximo toda É qualquer informação sobre o produto pra ter a certeza de que não irá se arrepender, incluindo feedbacks e avaliações independentes.

É lógico que a copy bem-sucedida atenderá às necessidades de ambos os compradores … independentemente do tamanho. Vejamos o que você precisa fazer para alcançar os dois compradores.

 

Como alcançar…. O comprador impulsivo

Chame sua atenção escrevendo titulos e subtítulos matadores
Inclua gráficos que melhoram sua mensagem…

  • Fotos
  • Legendas
  • Variando fontes e tamanhos de fonte
  • Sombreamento
  • Use títulos em negrito
  • Destaque com áreas sombreadas ou marcadores.
  • Procure por Feedbacks e o inclua na sua carta. De preferência com credibilidade.

 

O comprador analítico

Use as manchetes, subtítulos e gráficos para o comprador impulsivo como guias. Adicione as informações detalhadas que o comprador analítico precisa.
O conhecimento interno de como seus potenciais compradores reagem é a chave para ganhar a sua atenção.

O fato de que as necessidades do comprador impulsivo e do comprador analítico se sobrepõem é um bônus para você, o copywriter!

Conclui-se portanto que uma boa página de vendas dever as informações necessárias para o analítico e ser visualmente bem elaborado para o impulsivo.
A junção dos elementos para ambos os públicos se tornará uma página irresistível.

“No entanto deve se observar algo além das palavras. A velocidade com que todos esses recursos serão carregados. Ninguém gosta de esperar, apenas certifique-se de que tudo estará otimizado para que se carregue o mais rapidamente possível.”

Escrever é sempre uma dádiva.

A medida que você escreve, e monitora as reações da audiência você vai afinando com o que eles esperam do artigo.

Escreva sempre, construa um blog pessoal pra ir praticando.