Bolsa de valores, aprendendo a investir.

FacebookTwitterEmailPinterest

Se você decidiu que está pronto para investir na bolsa de valores e deseja saber como investir em ações da melhor maneira possível, veio ao lugar certo. Neste artigo você vai entender o que é, e como funciona o mercado de ações.

O mercado de investimento é atualmente um atrativo para pessoas mais jovens que vê através da internet, opções para trabalhar e ter mais lucratividade. Com a popularização do segmento online e a oportunidade de investir em pequenos valores, o mercado de ações atrai muits pessoas de todas as classes sociais.

O que são ações e o que significa possuí-las?

Ter uma ação atesta certos direitos para o proprietário dela, principalmente a copropriedade, de acordo com a participação no capital social da empresa. Por exemplo, se o capital social da empresa for de 1.000 reais e você possuir dez ações com um valor nominal de dez reais cada, então você possui um décimo da empresa.

A abertura de capital na bolsa de valores tem a vantagem de as empresas não terem de devolver o dinheiro investido nelas. Não há interesse pela parte de quem possui a ação. Em vez disso, se você investiu na empresa, tem direito a uma participação nos lucros distribuíveis da empresa na forma de dividendos.

A propriedade da empresa também pode ser adquirida por meio de veiculações privadas. Essa etapa geralmente precede a oferta pública e, geralmente, é aberta apenas a investidores que já estão familiarizados com o assunto.

Investimentos em ações significa comprar e vender ações de empresas, a fim de se beneficiar da mudança de valor nas duas transações. Normalmente, existem dois métodos de investimento em ações.

Você pode comprar as ações e mantê-las por um certo tempo, a fim de esperar que elas se valorizem com o tempo. Os comerciantes que compram ações dessa maneira geralmente o fazem para investimentos de longo prazo e geralmente mantêm essas ações por meses ou até anos.

Você também pode negociar ações. Nesse caso, o objetivo é se beneficiar de alterações de preço de curto prazo no valor da ação. Com esse método de investimento em ações, acionadores de preços são usados ​​para determinar quando o valor de uma ação aumenta ou diminui. Você pode se beneficiar comprando antecipadamente as ações cujo preço irá aumentar, ou vendendo antecipadamente se previr uma redução de preço dessas ações.

Os comerciantes podem optar por negociar ações diretamente através de corretores, assumindo a propriedade real das ações em questão. Também existem negociação de ações em CFD, onde as ações são negociadas como contratos por diferença, e a negociação é baseada em movimentos de preços, sem que as ações sejam realmente detidas pelos investidores.

Mas as ações não são todas iguais.

Por exemplo, é feita uma distinção entre ações ordinárias e ações preferenciais.

A maioria das empresas emite ações ordinárias com direito a voto. Além disso, certas ações ordinárias têm direitos de preferência. Portanto, os acionistas podem fazer compras adicionais e manter constante seu percentual de capital da empresa quando a empresa emitir novas ações.

Por outro lado, as ações preferenciais não têm direito a voto. No entanto, elas são preferidas para dividendos, tanto na ordem de pagamento quanto no valor. Isso torna o investimento em ações preferenciais um pouco menos arriscado do que em ações ordinárias.

Além disso, se a empresa falir e desembolsar seus credores, os acionistas preferenciais receberão o investimento primeiro.

Para poder investir com sucesso em ações, o próximo passo é entender como funciona a negociação de ações.

 

Começando a investir em ações.

A partir de um investimento de 10 dólares já é possível investir com segurança em ações.

A Iqoption é um Broker para forex, mas ela também possui outras variedades de investimento, uma delas é ações das empresas e ativos mais valiosos do mundo, quer conhecer?

Visite aqui o site da Iqoption

 

Como funciona o mercado de ações?

No passado, as transações de ações aconteciam em um mercado físico: os corretores chamavam (ou gritavam) os preços de compra e venda no pregão.

Atualmente a bolsa funciona eletronicamente, pela internet e por corretores on-line. Mesmo que cada ação tenha seu preço, existe um sentimento geral do mercado. Os preços das ações geralmente se movem em paralelo, influenciados por eventos políticos ou relatórios econômicos.

O conceito de como o mercado de ações funciona é bastante simples. Semelhante a uma casa de leilões, permite que compradores e vendedores negociem preços e façam negócios.

A oferta e a demanda determinam o preço pelo qual os participantes da bolsa estão dispostos a investir em ações.

Os compradores oferecem um “preço de oferta”, que geralmente é menor do que o valor que os vendedores pedem em troca (“preço de venda”). Para que uma negociação ocorra, o comprador deve aumentar o preço, ou o vendedor deve aceitar o preço mais baixo.

 

Como funciona o mercado de ações?

Agora que ficou claro o que são as ações e como elas funcionam, uma questão importante permanece, que todos os iniciantes em ações provavelmente já se perguntaram:

 

Por que investir em ações?

A resposta é curta: investir em ações é uma das melhores, se não a mais rápida, maneira de aumentar seu dinheiro. Se você aprender a investir adequadamente e “paciência” não é uma palavra estrangeira para você, o mercado de ações pode ser seu amigo.

5 razões importantes pelas quais você deve aprender a investir adequadamente em ações:

  • Retorno: Comparado a outras formas de investimento, o investimento em ações traz o melhor retorno a longo prazo. Como prova, você só precisa observar o desenvolvimento do Índice Mundial da MSCI. Isso inclui mais de 1.600 ações de 23 países industrializados.

 

  • Juros: nas baixas taxas de juros, como atualmente, praticamente não há alternativa para muitos investidores nos mercados financeiros. Durante muito tempo, os juros na maioria das contas monetárias overnight nem sequer compensaram a inflação, e uma perda no valor do seu dinheiro é certa a longo prazo. Os investimentos em ações geralmente prometem retornos mais altos, mas trazem um risco mais alto, se calculável, em comparação com os clássicos mercados imobiliários.

 

  • Risco: Especialmente para investidores inexperientes, faz sentido entrar no mercado de ações. Comparado a produtos de alavancagem altamente especulativos, o risco é gerenciável, mas o horizonte de investimento é muito maior.

 

  • Potencial de lucro: Pelo menos teoricamente, os lucros possíveis são ilimitados. Se você investe adequadamente e escolhe empresas adequadas, as chances de aumentar seu capital são boas.

 

  • Experiência: Você não precisa estar familiarizado com as bandas de Bollinger, velas de gráfico ou taxas de margem para investir em ações. Comparado com o mundo das operações em Forex e CFD, as ações são relativamente fáceis de entender.

 

Investir em ações pode ser uma experiência gratificante pelos seguintes motivos:

  • Segurança
  • Diversidade de portfólio
  • Transferência de ativos
  • Segurança e proteção

Investir em ações é considerada uma das formas menos arriscadas e mais seguras de investimento no mercado financeiro. Quando você compra ações, elas são suas até você decidir vendê-las. Mesmo que uma ação perca 98% de seu valor, tecnicamente você não sofreu uma perda até tomar a decisão de vender suas participações. Só então você vai perder dinheiro com seu investimento. Mas se você mantiver suas ações e atualizá-las com o tempo, ainda poderá obter lucro.

Isso difere do mercado de câmbio e de outros investimentos alavancados, onde alavancar a exaustão por movimentos de preços opostos pode levar ao desenrolar de suas posições, o que pode resultar na perda de tudo. A rede de segurança do investimento em ações poderia ser considerada melhor para iniciantes, especialmente aqueles que preferem manter suas participações por algum tempo.

 

Investir em ações também é um método de diversificação de portfólio.

Um bom exemplo disso é Bill Gates: a participação de Bill Gates na Microsoft, empresa que ele fundou, diminuiu com o tempo. Mas sua fortuna pessoal está aumentando. E, por quê? Porque Bill Gates agora está investindo em outras empresas, comprando ações por meio de sua holding Cascade Investments. Em 2016, ele detinha ações da Coca Cola, Caterpillar (CAT), Wal-Mart e Ecolab, entre outros. Gates teve um retorno de 11% em seu investimento desde meados dos anos 90, o que lhe rendeu muito mais dinheiro do que se ele tivesse ficado na Microsoft. Os investimentos em ações são uma ótima maneira de criar riqueza por meio da diversificação de portfólio.